segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Lição contida na obra "Inocente Miserável"

Olá a todos! Espero que estejam tendo um bom dia. Terminei de escrever um drama sobre a miséria e é um livro triste, mas repleto de conhecimento e que tem a missão de minimizar a fome, a miséria, o sofrimento. 10% do lucro do livro que ainda será lançado será revestido para tal fim. Aqui está um trecho de uma das partes sábias do livro, creio que este trecho ajude muitas pessoas, assim como o restante da obra. E assim o "Inocente Miserável" me ensinou quando o escrevi.

– Olhe ao seu redor Emanuel, o que você ver? – perguntou o amigo imaginário.
– Eu vejo lixo, vejo pessoas tabalhando. – Respondeu em sua inocência mais pura.
– Essa montanha de lixo tem outro significado, simboliza tesouros escondidos. Entre o lixo há joias e preciosidades; anéis de diamantes, relógios de ouro, colares de pedras preciosas... Claro que os catadores têm que contar com a sorte; contudo, o lixo é riqueza, é fortuna, é daqui que os seus pais tiram o sustento da sua família, mantém o seu lar, sua alimentação e tudo o que possui; o lixo ao qual enxerga não representa apenas miséria, significa vida, proporcionando a vocês viverem. O pão mofado em sua mesa, achado em raras manhãs, vem desse lixo, assim como suas roupas e calçados. O lixo é também um mundo de sonhos e alegria, tendo um propósito de renovação. – Falou gesticulando.
       – O lixo tem todo esse poder, amigo? Pensei que estávamos aqui porque somos sofedoles. – Disse o menino.
       – O sofrimento neste lixão não é um fim, Emanuel, é  apenas um meio para o melhor que ainda virá. No fim haverá luz e os testes e privações vividos aqui não serão mais necessários. – Respondeu o Amigo Imaginário.
       – E por que as pessoas não compeendem, por que sofem?
       – As pessoas sofrem, meu pequeno, porque buscam o que não podem obter. Insatisfação que desencadeia o sofrimento, pois desejam uma felicidade que não é real, pretensão que os faz sofrer.
       – E há como não desejar o que não se pode ter, amigo? – perguntou o curioso pequenino.
       – Os sofredores têm que compreender que este mundo é um mundo de passagem. Os seres humanos não são daqui.  O corpo é temporário, as sensações, percepções e consciências são transitórias. Esse lixo não pertence a vocês, pertencem ao universo, é parte da natureza, do mundo, não individualmente, e sim, coletivamente. Entretanto, não deveríamos imaginar os tesouros que o planeta nos empresta como pertencente a nós, pois isso é o desejo e pelo desejo as pessoas se submetem à mesquinhez, ao egocentrismo e acabam se frustrando e acabam sofrendo.
        – Então pala eu não sofer, tenho que me desapegar? – deduziu o “Inocente Miserável”.
        – Isso mesmo meu amiguinho. Não queira o que não pode conseguir no agora. Viva o instante! Essa é a plenitude. Contudo, mantenha seus desejos, sonhe sim, idealize, pois é necessário motivação para viver, contudo, desapegue-se de querer sempre mais e mais agora, se no agora você não pode ter. Não deixe de viver o momento, de viver a vida, esse é o equilíbrio.
        – Compeendi, amigo. Mas por que as pessoas daqui não entendem, nem papai, nem mamãe? – questiona o jovenzinho com voz doce.
        – Como lhe disse, este mundo é de passagem, uns aprendem mais cedo do que outros, mas todos compreenderão um dia essa verdade. Um dia todos aqui deixarão de sofrer, um dia eles vão entender o porquê estão aqui, o propósito desse caminho nem sempre fácil, contudo, necessário.

2 comentários:

  1. Bons Ventos!
    Cheguei aqui de curiosa que sou e não pude deixar de comentar.... coincidentemente hj assisti um video no you tube sobre uma menina que vivia nas ruas e sobrevivia catando coisas do lixo.Felizmente o pai dela sempre falava pra ela ir a escola, assim ela se tornaria alguém na vida :) Ela sonhava em estudar em Harvard, e quando foi questionada se ela não se sentia como uma vitima do sistema, ela respondeu que não , que a única coisa que ela pensava, é que precisava ir sempre em frente.
    Aqui o link: está em japonês, mas acho que dá para entender.
    cafuné e muita luz pra vc
    http://www.youtube.com/watch?v=5GCg9sqVBoY

    ResponderExcluir
  2. Que história linda a visão dessa menina, ela conseguirá. E fico feliz que tenha gostado do trecho do "Inocente Miserável". Um grande abraço, querida. E você trouxe bons ventos, obrigado.

    ResponderExcluir